sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Rupis: “O Regresso do Rupis às Escolas” || Rupis: "The return at the Schools"



Realizou-se durante o mês de Novembro, as sessões de educação ambiental no âmbito do Projecto LIFE Rupis, nas escolas de Miranda do Douro, Mogadouro, Freixo de Espada à Cinta e Figueira de Castelo Rodrigo, dinamizadas pela equipa da ATN e da SPEA. 
Pelo segundo ano, as sessões de educação ambiental voltaram às escolas, com novos materiais e abordagens para as novas turmas. Entre os dias 14 e 17 de Novembro, a equipa da SPEA esteve presente nas escolas de Mogadouro e Miranda do Douro, alcançando um total de 174 alunos e 14 professores. 

As sessões dinamizadas em Figueira de Castelo Rodrigo e em Freixo de Espada à Cinta, durante os dias 21 a 24 de Novembro, estiveram ao encargo da equipa da ATN e da SPEA, conseguindo abordar cerca de 219 Alunos e 24 professores. 



Consoante o ano de escolaridade, as actividades diferenciaram-se no tipo de mensagem ou abordagem.

Para os alunos do 3º e 5º anos, para além dos sons e imagens em tamanho real de alguns animais, os alunos ainda puderam ver réplicas de algumas espécies, à escala real. Para os 8º e 11º anos, foi dinamizado um jogo de perguntas, por equipas, com novas questões adaptadas.

Para além das turmas novas, as equipas ainda voltaram a algumas turmas que tinham sido abordadas no ano anterior, como o caso de turmas do 4º e 6º anos, cujo desafio proposto aos alunos foi encontrar soluções para algumas ameaças das espécies-alvo do projecto. Para os alunos do 9º e 12º anos, o desafio consistiu em organizar um debate em que se discutisse um tema bastante controverso na actualidade do nosso país e que diz respeito à possibilidade de legalização do uso veterinário de Diclofenac, um fármaco que provoca a morte dos abutres.

Para a avalização da actividade, foi utilizado um sistema de votos, por símbolos (“sorrisos” verde, amarelo e vermelho), em boletim individual, cujas respostas surpreenderam a equipa, pela maioria de “sorrisos verdes” atribuídos e pelas palavras de incentivo dadas pelos alunos, tais como “adorei a iniciativa. Boa Sorte”.

Findada a parte teórica das sessões de educação ambiental, tanto a equipa como os alunos, esperam agora, ansiosamente, a chegada da primavera para as visitas de campo, onde poderão aplicar todos os conhecimentos que retiveram.

As sessões de educação ambiental no âmbito do projecto LIFE Rupis, realizam-se agora pelo segundo ano, num total de três, cujo objectivo, para além da consciencialização acerca do projecto, é promover as boas práticas de conservação das espécies-alvo.

Estas sessões de educação ambiental nas escolas, para além dos alunos, abordam também os professores, como instrumentos de dissuasão de conhecimentos; ferramentas muito úteis juntos dos alunos para a promoção do gosto pela Natureza e pela sua conservação.

Veja mais fotos, no final da publicação. 

----- English Version -----

  
Rupis: The return at the Schools 

During the month of November, the environmental education sessions under the LIFE Rupis Project were carried out in the schools of Miranda do Douro, Mogadouro, Freixo de Espada a Cinta and Figueira de Castelo Rodrigo, given by the ATN and SPEA team.For the second year, environmental education sessions returned to schools, with new materials and approaches to new classes. 


 Between 14 and 17 November, SPEA team was present in the schools of Mogadouro and Miranda do Douro, reaching a total of 174 students and 14 teachers.The sessions held in Figueira de Castelo Rodrigo and in Freixo de Espada à Cinta, during the days of November 21 to 24, were staffed by the ATN and SPEA teams, approaching with a total of 219 students and 24 teachers. 

Depending on the year of schooling, the activities differed in the type of message or approach. For students in 3rd and 5th grades, in addition to the sounds and life-size images of some animals, the students were still able to see replicas of some species, on a real scale. 

 

 
For the 8th and 11th years, a game of questions by teams was invigorated with new questions adapted.In addition to the new classes, the teams still returned to some classes that had been approached the previous year, such as the 4th and 6th grade classes, whose challenge was to find solutions to some of the target species' threats.  
 

For the students in grades 9 and 12, the challenge was to organize a debate in which a very controversial topic was discussed at the present time in our country and which concerns the possibility of legalizing the veterinary use of Diclofenac, a drug that causes the death of vultures 


For the evaluation of the activity, a system of votes was used, by symbols (green, yellow and red "smiles"), in individual bulletin, whose responses surprised the team by the majority of "green smiles" given and the words of encouragement given such as "I loved the initiative. Good luck".Once the theoretical part of the environmental education sessions has been completed, both the team and the students are anxiously awaiting the arrival of spring for the field visits, where they can apply all the knowledge they have retained.

The environmental education sessions under the LIFE Rupis project now take place for the second year, in a total of three, whose objective, in addition to raising awareness about the project, is to promote good practices for the conservation of target species.These environmental education sessions in schools, in addition to students, also address teachers, a very useful tools together for the students to promote their love for Nature and its conservation.


 See more photos below this post.